Visita guiada à Ilha de São Simão

Ilha de lenda

A cereja final para esta viagem pela história da Ria de Vigo é a visita a pé à lendária Ilha de S. Simón, onde é possível descobrir todos os segredos que esconde essa enigmática ilha e os diferentes usos que lhe foram atribuídos ao longo da história. Após o condicionamento dos jardins e o restauro dos edifícios, a ilha, conhecida como a Ilha do Pensamento, continua a ser um local de beleza que oferece uma visão panorâmica da Ria de Vigo única, com as Ilhas Cies ao fundo.

Apesar de ter sido habitada desde a Pré-história até à ocupação romana da Península Ibérica, foram os cavaleiros templários que a resgataram do mapa, com a fundação de um mosteiro no século XII que mais tarde iria passar para as mãos dos franciscanos. Séculos mais tarde, a ilha passou às mãos de Isabel a Católica.

O famoso pirata e corsário Francis Drake saqueou a Ilha de San Simón no fim do século XVI. Este foi, sem qualquer dúvida, um dos acontecimentos históricos mais relevantes acontecidos na ilhota. A sua enseada foi ainda cenário da Batalha Naval de Rande, uma história de tesouros ocultos baixo as suas águas que marcou a histórica deste fantástico lugar.

Posteriormente, a ilha caiu no esquecimento até se tornar lazareto e centro de quarentena, de 1842 até 1927. Tratava-se de um espaço isolado e afastado da população onde era possível passar períodos de 40 dias em épocas de doenças contagiosas como a lepra e a cólera.

Já na altura da disputa, durante a Guerra Civil espanhola, a Ilha de San Simón foi utilizada como campo de concentração para presos políticos. Entre os anos 1936 e 1943 mais de 6.000 presos passaram por lá.

Posteriormente, em 1955, tornou-se o Lar Méndez Núñez, um orfanato masculino para órfãos de marinheiros ou de famílias carenciadas.

Na sua última etapa, a ilha foi adaptada para espaço protegido, com a regeneração dos jardins e das árvores. Também foi dotada com um centro cultural com auditório e biblioteca. Na atualidade é conhecida como Ilha do Pensamento, um espaço onde a cultura é fomentada no intuito de atrair pensadores de relevância internacional, e onde possam ser organizados congressos e seminários de ciência e investigação, campos de férias ou concertos, como o famoso Concerto Sem Sal, entre outros.

 

Ler mais Ler menos

Escolha o seu destino